Seja muito bem-vinde de volta à esse espaço de compartilhamento e troca. Hoje vamos conversar sobre uma das razões, citadas no primeiro post do blog (linkar o primeiro post aqui), que me levaram a optar pelo saber do tingimento natural: suas cores.

Dentre as diversas formas de classificar um corante, está justamente sua localização no corpo da planta e sua proximidade ou distanciamento da luz. A origem solar dos corantes vegetais dá às suas cores uma relação direta com a luz, essa origem exerce enorme influência sobre nós.

A potência das cores naturais

Nos estudos mais aprofundados das cores, acompanhada de teoria e psicologia das cores, começamos a compreender os impactos emocionais e curativos que as cores naturais exercem sobre nós.

De acordo com a cromoterapia, e colocando esses saberes em prática na minha vida, as cores possuem o enorme poder de estabelecer equilíbrio entre nosso corpo, mente e emoções. Cada cor possui sua função específica e atua sobre um chakra – focos de energia em pontos do nosso corpo que metabolizam e mantém a contínua transferência energética entre nosso corpo físico e o plano espiritual.

A camomila, uma de minhas plantas favoritas, tem como benefícios a eliminação da raiva, ódio, mágoas e medo, gerando assim otimismo e eliminando o estresse emocional. Além dos poderes curativos da planta, seu amarelo enquanto cor do chakra do plexo solar, está relacionada com a vitalidade e vontade. Quando esse chakra está aberto, ele atua para capacitar uma pessoa a encontrar sua força pessoal.

Ao utilizar da cor natural de amarelo extraído da camomila compartilhamos da potência tanto da planta quanto da cor.

O significado das cores

Cores, são carregadas de significados variantes, elas podem significar coisas muito diferentes dependendo de outras cores ao seu redor, de sua origem e também em que objeto ou espaço ela está aplicada.

Seguimos no amarelo: de acordo com a psicologia das cores essa é uma das cores mais contraditórias ao nosso olhar, ela pode ser ao mesmo tempo vitalidade e hipocrisia. O que faz dessa cor tão dualista? Acontece que poucas outras cores são tão voláteis quanto o amarelo, basta uma pitada de outro tom para que o sentimento carregado por ela mude.

Porém, o amarelo associado à emoções negativas não é o amarelo solar, obtido através de corantes vegetais da parte da planta mais próxima à luz, mas ao amarelo pálido relacionado ao enxofre.

Não é apenas a cor, mas também sua origem e como isso interfere justamente na maneira como percebemos cada uma delas.

O tingimento natural, plantas e cura.

Ao utilizar de corantes vegetais não estamos apenas beneficiando o meio-ambiente, ao utilizar de matéria-prima biodegradável e segura, mas estamos também beneficiando a nós mesmas com propriedades curativas e energéticas de plantas e das cores naturais.

Plantas e cores são utilizadas como fontes potentes de saúde e autoconhecimento desde a antiguidade, resgatar o saber de de nossos ancestrais, que foi dizimado e esquecido através de um processo de colonização, nos traz não apenas autonomia mas também um resgate identitário.

Para conhecer mais sobre a arte do tingimento natural acompanhe nossas postagens semanais por aqui, assim como meu instagram pessoal e profissional.

Com amor, Maria Nuvem